Novidades

Saiba o que há de novo sobre canais digitais. Acompanhe as nossas notícias.

30 Ago

Por Tiago Porcher - Gerente de Produto da Lumis Tecnologia

O Lumis Portal disponibiliza diferentes níveis para realizar a integração com sistemas externos, viabilizando desde cenários complexos de integração em processos distribuídos até o acoplamento com ferramentas que não possuam tantas capacidades para esses fins. Nesse artigo citamos as principais formas disponíveis para arquitetar a comunicação do Lumis Portal com outros sistemas em uma solução integrada.

O Lumis Portal já e preparado para tratar alguns protocolos padrão de mercado, como JAAS e JSR-168, além de possuir mecanismos nativos para integração com alguns sistemas de mercado, como o Active Directory (AD).

Mas além de integrações prontas, o Lumis Portal possui flexibilidade para que sejam desenvolvidas integrações específicas de cada cenário. Para ler e escrever dados em sistemas externos desenvolvidos em Java e que possuam API’s públicas para acesso aos dados, a primeira opção é a utilização dessa camada dentro do próprio código da solução Lumis Portal. Além disso, é possível a utilização de protocolos de comunicação muito utilizados para integrações, como Rest ou Webservices. Essa opção é muito comum por possibilitar a integração com diferentes sistemas independente da linguagem e, tipicamente, o desenvolvimento de uma camada para realizar essa integração permite que a solução realize a comunicação externa de forma simples. Nativamente, o Lumis Portal possui um serviço simples para leitura de dados através de webservices que permite a exibição dessas informações externas apenas com configuração, sem necessidade de desenvolvimento de código. Outros protocolos menos utilizados de comunicação podem também ser utilizados desde que o componente em questão esteja acessível a partir do portal.

Para realizar uma comunicação de duas vias, também pode ser necessário que algum sistema externo consulte informações sobre dados criados dentro do nível da solução de portal. Para tal, API's públicas do Lumis Portal permitem acesso a diversas entidades do produto, fazendo o controle das devidas permissões. Além disso, o Lumis Portal possui um recurso para exposição via Rest, de forma nativa, de entidades representadas em serviços de conteúdo. Por último, assim como para a manipulação de dados externos, também é possível a criação de camadas para comunicação através de Rest, webservices, ou outros protocolos com a finalidade de expor e manipular dados do Lumis Portal.

Para ferramentas externas que não possuam tais capacidades de comunicação, ainda é possível inserir dentro do contexto da página do Lumis Portal blocos de Iframes que acessem telas dessa ferramenta (caso elas sejam acessíveis através de HTTP) e com isso inseri-las dentro do contexto do Lumis Portal, com devido controle de acesso. Por último, para ferramentas que criem artefatos que precisem ser incorporados no portal, é possível a criação de observadores que fiquem monitorando o file system para identificar no momento em que um artefato seja gerado e realizar a importação.

A decisão sobre a forma de integrar com outros sistemas deve ser realizada em fase de arquitetura da solução após criteriosa análise sobre as reais necessidades. Um erro comum é o de tentarmos aplicar conceitos de integrações mais profundas em cenários que poderiam ser resolvidos de forma simples, trazendo complexidade desnecessária para o projeto. Contando com uma ampla gama de opções, é importante que seja escolhida a mais adequada para cada cenário, tendo a certeza que de um jeito ou de outro o produto oferece uma saída para atender bem a esses casos.

Veja como o Lumis Portal pode contribuir para o seu negócio

Qualidade comprovada

Essas e muitas outras empresas já utilizam uma ou mais soluções Lumis em suas operações. Conheça todos os clientes do Lumis Portal, Poligno e da Lumis Cloud Services.